quinta-feira, 3 de julho de 2014

Eulírico

Eu humano conflito
Eu filho decepciono
Eu frequente ressono
Eu amor palpito

Eu coração anseio
Eu cético duvido
Eu desejo infinito
Eu violão ponteio

Eu métrica soneto
Eu palavra rebusco
Eu decisão esquivo

Eu errante discreto
Eu amante brusco
Eu poeta vivo.

6 comentários:

  1. Belo, poeta vivo! Bonitas e interessantes palavras.

    ResponderExcluir
  2. Uau, Lucas. Que sensibilidade... Gostei muito. ;)

    ResponderExcluir
  3. Mais de um mês sem poemas, sentimos falta!!!

    ResponderExcluir